TECIDO MUSCULAR

         Você já parou para pensar na importância e função que seus músculos desempenham no seu corpo?

 

         Imagine levantar um peso, mover um móvel em casa ou simplesmente fazer um movimento com o corpo, se não fosse pelos seus músculos, ligamentos e nervos essas ações não seriam possíveis de serem realizadas, o simples fato de se manter em pé seria impossível. Nesta página você ira aprender do que são feitos os músculos e seus diferentes tipos e funções.

     

        Os tecidos são formados por um conjunto de células especializadas, neste caso o tecido muscular,  é formado por células alongadas e possui proteínas contráteis responsáveis por gerar a força necessária para a contração muscular realizar um movimento. 

       Os músculos servem para sustentar, movimentar, fornecer calor, dar manutenção ao corpo e pressão sanguínea (é a pressão que o sangue faz pra manter seu fluxo funcional). 

Tipos de Tecido Muscular:

 

Tecido Estriado Esquelético: Tem contração rápida e voluntária (que você pode controlar). É formado por células cilíndricas alongadas e multinucleadas. Apresentam estrias transversais e os núcleos são periféricos. Ao olhar este tipo de tecido no microscópio podemos observar mais evidentemente as estrias transversais, a faixa mais escura é denominada banda A, composta de filamentos contrateis finos de Actina e espessos Miosina, a faixa mais clara é composta de filamentos finos de Actina.

Tecido Estriado Cardíaco: Tem contração rápida e involuntária (que você não pode controlar). É formado por células alongadas e ramificadas, apresenta estrias transversais. Esse tecido é encontrado exclusivamente no músculo cardíaco.

​Tecido Liso:: Tem contração lenta e involuntária. É formado por aglomerados de células fusiformes, com núcleo central e não possui estrias transversais.

 

Contração Muscular:

          A contração muscular é explicada pela teoria dos filamentos deslizantes. Segundo ela, as actinas (que são proteínas presentes no tecido estriado esquelético) por serem os filamentos mais finos que constituem as miofibrilas (que são filamentos citoplasmáticos feitos de proteínas), deslizam sobre as miosinas (que são as proteínas motoras presentes no tecido estriado esquelético), por serem mais grossas, gerando, então, a contração muscular.​

Actina

Miosina

Contração Muscular

 

Fibras Lentas e Rápidas:

         A miosina (aquela proteína motora presente no tecido estriado esquelético) apresenta duas formas fibrosas: as lentas e as rápidas.

        Nas fibras lentas há um maior número de mitocôndrias (que será responsável pelo fornecimento de energia), uma melhor circulação sanguínea e uma maior quantidade de mioglobina (proteína que mantém uma reserva extra de oxigênio para a atividade muscular). Além disso, elas são mais escuras, realizam respiração aeróbia (com a participação de oxigênio) e são mais eficientes na realização de atividade física moderada e de longa duração, como corridas de longa distância (maratona, ciclismo, natação).


        Já as fibras rápidas são mais claras, possuem um número menor de mitocôndrias e mioglobinas, e uma menor circulação sanguínea. Realizam respiração anaeróbia (sem a participação de oxigênio) e são eficientes na realização de atividades físicas de grande esforço e curta duração, favorecendo os velocistas e os levantadores de peso.

"Mas, e tudo isso no microscópio?"

Nos slides abaixo, as imagens foram tiradas de lâminas microscópicas dos três tipos de tecido muscular.

Tecido Estriado Esquelético

Músculo estriado esquelético com células alongadas, multinucleadas e estrias transversais.

Nota-se os núcleos nas partes periféricas das células.

Siga

@2020 POR MUNDO MICROSCÓPICO - UNESP CAMPOS DO LITORAL PAULISTA - HISTOLOGIA

  • Facebook